Últimas
Você está aqui: Capa | Notícias | Flu encara PSG na final de torneio sub-18 e chama atenção de olheiros no Catar

Flu encara PSG na final de torneio sub-18 e chama atenção de olheiros no Catar

fluminense-final-psg-olheiros-catar

Na próxima quinta-feira, às 11h30m (horário de Brasília), o time sub-18 do Fluminense entra em campo para disputa da final do torneio internacional sub-18 Al Kass, que está sendo realizado em Doha, no Catar. Após eliminar grandes nomes do futebol mundial como Real Madrid-ESP e Inter de Milão-ITA, os jovens tricolores disputam o título contra outro grande, o PSG-FRA. A final será encarada como uma ‘revanche’ para os tricolores, já que a única derrota da equipe na competição foi justamente para o time francês na estreia.

Levando força máxima para a competição, o Fluminense andou na contramão de muitas equipes brasileiras no passado, que preservavam suas joias em torneios do exterior. Grandes promessas como o meia Robert, que tem contrato com o clube até 2015 e multa de R$ 190 milhões, e o atacante Kenedy, vem se destacando e chamando a atenção de muitos olheiros, porém, com a criação da Lei Pelé, que acabou com a necessidade de se comprar o ‘passe’ dos jogadores, as diretorias passaram a ter muita segurança sobre possíveis negociações de suas joias.

- Desde a criação da Lei Pelé, os clubes passaram a ter segurança de contrato com os atletas e todas as equipes que jogam no exterior com o que tem de melhor. Todos os grande jovens brasileiros jogam torneios internacionais pelas seleções de base. Recentemente tivemos a seleção sub-20 jogando torneios de base com Neymar e Lucas, por exemplo – disse Marcelo Teixeira, gerente de futebol Tricolor.

O atacante Kenedy, por exemplo, já despertou interesse da Inter de Milão-ITA, que o colocou na lista de jovens a serem analisados. De acordo com Marcelo Teixeira, a boa campanha tricolor em Doha, é fruto do bom trabalho que a diretoria vem fazendo nas divisões de base e consolida o Fluminense como um dos maiores formadores de atletas no país.

- O Fluminense vem investindo bastante no trabalho realizado nas divisões de base. E participando de um torneio contra grandes equipes, onde estamos conseguindo bons resultados, ajuda a mostrar para o mundo toda a qualidade dos atletas da nossa base -  declarou o dirigente.

O torneio que reuniu doze equipes, sendo quatro delas do grande cenário Europeu, como Real Madrid, Liverpool, Inter de Milão e PSG, chega a sua final, reunindo duas equipes que tem uma particularidade em comum. Tanto PSG como Fluminense fazem altos investimentos em seus times, com auxílio de grandes parceiros.

Enquanto o time francês, investiu cerca de R$ 650 milhões, bancado pelo bilionário Nasser Al-Khelaifi, o Fluminense, em números bem reduzidos comparados ao time europeu, é um dos que mais gasta no Brasil, com auxílio da patrocinadora, Unimed. Apesar de quase metade do elenco, ter sido formado na base do clube, jogadores como Deco, Fred e Thiago Neves fazem da folha salarial tricolor uma das mais caras do país.

- O Fluminense conta com um patrocinador muito forte que nos permite montar grandes equipes. Graças a esse patrocínio o Fluminense conquistou diversos títulos importantes nos últimos anos. O trabalho realizado na base do Fluminense visa complementar o trabalho que é realizado em conjunto com o patrocinador de forma a fortalecer ainda mais o clube – finalizou Teixeira.

Sobre Bruno Calhau

Bruno Calhau
Tricolor, Carioca, Tijucano, Cabofriense, Ator, Publicitário e às vezes Jornalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


4 + = 9

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top