Últimas
Você está aqui: Capa | Notícias | Futebol | Flusócio muda postura e volta a pedir saída de Luxemburgo

Flusócio muda postura e volta a pedir saída de Luxemburgo

luxemburgo-fluminense-corinthians

O principal grupo de apoio ao presidente Peter Siemsen volta a pedir a cabeça do técnico Vanderlei Luxemburgo. Após exigir mudanças drásticas no futebol para salvar o time do rebaixamento, o grupo mudou o tom agressivo quando o presidente decidiu em consenso com o patrocinador a manter Luxemburgo e pediu união de todos. Após duas derrotas, o grupo muda o tom mais uma vez e volta a pedir a saída do treinador.

Veja na íntegra a nova postagem do grupo em seu blog:

Os resultados da rodada foram bons para o Fluminense, à exceção da vitória do Criciúma sobre o Náutico. O Flu, porém, mais uma vez não fez sua parte e despencou na tabela, caindo para o 18º lugar.

O que se viu ontem não foi o Fluminense, mas sim uma equipe escalada de forma medrosa, e que só poderia mesmo terminar com mais uma derrota. É inacreditável que o elenco tenha passado 5 dias em Atibaia e que o futebol apresentado seja este que vimos ontem, sem qualquer evolução tática.

Vanderlei Luxemburgo deveria ter sido demitido após a derrota para o Vitória, que atuou OITENTA minutos com um jogador a menos. Nos posicionamos a respeito, mas Clube e patrocinadora optaram por “prestigiá-lo”. Nós respeitamos a decisão conjunta e seguimos apoiando, convocando nosso torcedor a apoiar o time.

Mas depois disso sofremos a derrota no último minuto contra um mistão do Flamengo, em mais uma daquelas partidas em que parecia impossível marcar um gol. Veio a acertada concentração em São Paulo, mas entramos para jogar contra o Corinthians novamente com 3 zagueiros, 2 volantes, uma postura mais uma vez 100% defensiva, abdicando totalmente de atacar, torcendo para o relógio girar rápido. Levar mais um gol no final foi um castigo merecido para a covardia, algo incompatível com o Fluminense.

A Flusócio não veio ao mundo para fazer política pela política. Está aqui para mudar o clube. Apoiamos todas as decisões até agora, momento em que está mais do que nítido que a aposta deu errado. Temos legitimidade para cobrar mudança de rumos.

Não dá para acreditar que este elenco, ainda que enfraquecido por desfalques e mal estruturado, não possa produzir mais do que se viu nos ultimos quatro jogos. O Vasco, adversário direto nessa luta, mudou seu técnico e fez quatro pontos em dois jogos. O rival rubro-negro também evoluiu ao trocar o comando técnico.

Em nosso caso, não há a garantia de que a troca de treinador vá trazer mudanças mágicas, mas uma coisa é certa: com esse futebol previsível, quadradão e sem mobilidade alguma, teremos muitas dificuldades até contra o Náutico.

Ainda dá tempo, a saída do Z4 está a apenas um ponto e jogamos contra o lanterna rebaixado. Motivados por um novo comando, acreditamos que estes jogadores poderão render mais. Mas do jeito que está, não se pode esperar nada. Está claro que o atual comando técnico não consegue mais motivar ou extrair nada de útil desse elenco. Então que se faça o que deve ser feito e que está evidente até para as torcidas adversárias.

Ainda há espaço para mais um respiro. Temos 2 jogos seguidos em casa e os rivais têm tabela pesada. Há nova chance de mudar. Que clube e patrocinadora ouçam os anseios da torcida e criem um fato novo que anime o torcedor tricolor a comparecer em massa ao Maracanã e lutar até o fim. Repetimos: ainda dá tempo. Mas é hora de decisões definitivas.

Sobre Rodrigo Barros

Rodrigo Barros
Profissional de Marketing Digital, SEO e Mídias Sociais, gosta de poesia, música e filmes, é pai da Heloísa e claro, torcedor do Fluminense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


− 3 = 5

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top