Últimas
Você está aqui: Capa | Notícias | Futebol | Flu perde para o Cruzeiro, mas faz a festa no Engenhão

Flu perde para o Cruzeiro, mas faz a festa no Engenhão

O resultado foi o de menos. A derrota para o time mineiro não desanimou os 35 mil tricolores presentes no Engenhão, que viram os tetracampeões brasileiros serem derrotados por 2 a 0 em uma partida sem grandes motivações de ambos os lados. Ao menos no final da partida os tricolores foram recompensados com a merecida volta olímpica com a taça nas mãos dos jogadores.

A festa durante a semana e antes do jogo deste domingo, com direito a mosaico e jogo festivo na preliminar, parece ter relaxado em demasia os jogadores do Fluminense, que pareciam estar em campo pensando apenas na taça a ser entregue no fim da partida e na volta olímpica com a moça mais desejada do baile. Com meia dúzia de passes trocados, o Cruzeiro via a baliza de Cavalieri escancarada à sua frente, sem muito esforço, fazendo o paredão tricolor trabalhar bem logo aos dois minutos de partida.

Os mineiros jogavam por uma honrosa vitória sobre os campeões brasileiros, talvez mais por objetivos individuais de melhores contratos no ano que vem do que pela vaga na futuramente sucateada Copa sul-americana.

Em lançamento de Deco, Fred cabeceou por cima do gol aos 15 minutos, e aos 21 minutos, o árbitro marcou pênalti de Gum em Anselmo Ramon, convertido com tranquilidade por Montillo. Daí pra frente o Fluminense teve amplo domínio da posse de bola e passou a criar as melhores chances, mas sem a costumeira eficiência (e também sem o mesmo esforço) dos outros jogos do campeonato.

Aos 41, Rafael Sóbis desperdiçou a chance mais clara, após cruzamento rasteiro de Carleto. Nada disso parecia abalar a felicidade da torcida que volta e meia soltava o grito de “Tetracampeão”.

O segundo tempo trouxe um balde de água fria logo aos dois minutos aos torcedores que esperavam ao menos um empate no jogo da festa. Em contra-ataque rápido, Élber driblou Jean e Carleto e chutou cruzado para ampliar a vantagem dos visitantes para dois a zero. Daí pra frente o Fluminense começou a arriscar mais de fora da área, como em chute de Thiago Neves na trave aos quatro minutos.

O goleiro Rafael também teve trabalho em cabeçada de Fred e em outra finalização cara a cara do atacante. Nos minutos finais o time de Abelão aumentou a pressão, principalmente após a entradas de Samuel, mas não conseguiu passar pelo inspirado arqueiro cruzeirense, que garantiu a vitória inesperada e a tirada de casquinha do campeão de 2012, que sofrera então sua quarta derrota em 36 jogos no campeonato.

O próximo confronto dos guerreiros será na Ilha do Retiro, contra o ameaçado Sport, que ainda luta contra o rebaixamento. Fred é dúvida para o jogo, pois saiu de campo sentindo a panturrilha e se apresenta à seleção para o jogo quarta-feira contra a Argentina.

Sobre Renan Castro

Renan Castro
Jornalista, carioca, gosto de música, praia, futebol e outros clichês. Na minha vida, as únicas certezas absolutas são a morte e o amor ao Fluminense

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


6 + 7 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top