Últimas
Você está aqui: Capa | Notícias | Futebol | Wellington Nem manda recado para os rivais: “O choro é livre”

Wellington Nem manda recado para os rivais: “O choro é livre”

Wellington Nem manda recado para os rivais: “O choro é livre”

O atacante Wellington Nem está de volta à equipe do Fluminense após cumprir suspensão contra o Grêmio. Sempre de bem com a vida, o atacante não está dando ouvidos à reclamação dos rivais que só falam em erros de arbitragem, ignorando a excelente campanha do Tricolor.

- Nem esquentamos. O choro é livre. Deixa eles chorarem à vontade. O importante é que estamos na ponta por méritos, por termos um elenco de qualidade, entrosado… Não estaríamos na liderança se não fossem todos esses fatores. Se não jogássemos o nosso melhor futebol em campo a história seria diferente. Precisamos continuar jogando com a mesma vontade para mantermos essa posição. Todos sabem que esse jogo contra o Atlético-MG será uma decisão. Qualquer ponto conquistado vai ser muito importante para o objetivo de sermos campeões. O time deles é bom. Acho até que no primeiro turno fiz contra eles uma de minhas melhores exibições no campeonato – Disse.

No início do ano, o atacante teve uma proposta do CSKA, mas preferiu ficar nas Laranjeiras. O jogador não se arrepende.

- Sempre confiei em mim. Sabia que se me dessem uma oportunidade eu não sairia mais do time. Agora tenho que continuar mostrando quem é o Wellington Nem. A disputa é grande e não posso relaxar. Hoje não tenho esse pensamento de ir para a Europa. Meu contrato vai até 2015 e quero cumpri-lo. Sonho ganhar o Brasileiro, a Libertadores, o Mundial… Quero fazer história no clube para ser lembrado quando for velho. Marcar meu nome mesmo. Estou muito feliz no Fluminense. Aos poucos realizou o sonho da minha família e meu também de jogar no clube do meu coração. Gostei de ser campeão jogando e quero mais. Não imaginava ganhar logo no meu primeiro ano o Carioca. Imagina então o Brasileiro? – Questionou.

O jogador revelou que vem atuando no sacrifício, porque sente a tendinite no joelho direito, problema que o acompanha há alguns meses.

- De vez em quando atrapalha para correr. Ainda mais no segundo tempo, quando estou mais cansado. Chego mais cedo no treino para tratar, para acabar de vez com essa dor. Teve uma semana que ela sumiu, mas agora voltou a incomodar. Estava até comentando outro dia que me arrependo de não ter treinado a perna ruim na base. Trabalhando desde o mirim, estaria bem melhor hoje. Venho treinando chutes de longa distância com a direita para melhorar meu aproveitamento nos jogos – revelou o xodó da torcida.

Sobre Rodrigo Barros

Rodrigo Barros
Profissional de Marketing Digital, SEO e Mídias Sociais, gosta de poesia, música e filmes, é pai da Heloísa e claro, torcedor do Fluminense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


5 + 3 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top