Últimas
Você está aqui: Capa | Notícias | Futebol | Números mostram que arbitragem errou mais a favor do Galo que do Flu

Números mostram que arbitragem errou mais a favor do Galo que do Flu

Números mostram que arbitragem errou mais a favor do Galo que do Flu

O choro é livre” disse Wellington nem nesse sábado para as reclamações do Atlético-MG e da mídia em geral para a arbitragem nos jogos do Fluminense. Muito tem se falado que o Tricolor abriu vantagem no Brasileirão graças aos erros da arbitragem. Não há dúvida que a arbitragem no Brasil erra bastante, ainda mais com o nível tecnológico das TVs que captam os mínimos detalhes, e que assim como todo e qualquer Clube o Fluminense foi ajudado e prejudicado pela arbitragem.

A reclamação excessiva por parte de jogadores e dirigentes do Atlético-MG e da mídia de uma forma geral, principalmente as do jornalista Milton Neves, da Rede Bandeirante, que torcedor fervoroso do Atlético-MG, chegou a insinuar esquemas para dar o título para o Tricolor, não procede.

Enquanto o Atlético-MG se preocupa com os erros que favorecem o Fluminense, o Galo vem sendo ajudado constantemente pela arbitragem, incluindo o gol mal anulado do Fred sobre eles que valia a liderança na rodada.

A equipe de Minas Gerais venceu 41% dos seus jogos contra adversários em desvantagem numérica enquanto com o Fluminense isso só ocorreu em 25% das vezes. No Fla x Flu, Ramon foi expulso quando o jogo já estava nos acréscimos, por exemplo, enquanto que contra o Galo alguns jogadores foram expulsos ainda no primeiro tempo.

Nas cinco derrotas que o Atlético-MG teve no Campeonato Brasileiro, em três delas, o adversário também teve um jogador expulso. E no caso do Fluminense apenas na derrota para o Grêmio no primeiro turno, o Fluminense teria sido “beneficiado” com mais jogadores em campo.

Confira alguns erros de arbitragem nesse campeonato que prejudicaram o líder absoluto do Campeonato, que poderia estar ainda mais a frente dos seus rivais, caso a arbitragem fosse perfeita. (Esse são apenas os lances capitais, mas existem outros menos importantes nas partidas que prejudicaram da mesma forma):

- Santos 1 x 1 Fluminense:

Gol mal anulado de Marcos Júnior que marcou no rebote do goleiro, um impedimento inexistente no início da jogada anulou o tento.

- Fluminense 0 x 0 Atlético-MG:

O atacante Fred marcou no final da partida e teve seu gol anulado em um impedimento equivocadamente assinalado.

- Fluminense 2 x 1 São Paulo:

O apoiador Wágner sofreu falta, equivocadamente invertida pelo árbitro, na cobrança o São Paulo empatou a partida com gol de Cícero

- Cruzeiro 1 x 1 Fluminense:

O atacante Wellington Paulista dominou a bola com a mão antes de marcar o gol do Cruzeiro.

- Coritiba 0 x 2 Fluminense:

Apesar da vitória, o Tricolor teve DOIS GOLS anulados na partida. O primeiro com Wellington Nem, que matou no peito e marcou, o árbitro equivocadamente anulou o gol alegando que o atacante teria ajeitado a bola com a mão. O segundo gol anulado foi do apoiador Thiago Neves, onde foi assinalado um impedimento inexistente.

- Vasco 1 x 2 Fluminense:

O atacante Fred marcou um gol legal, quando a partida ainda estava 0 a 0, porém, o árbitro marcou uma falta do atacante que não existiu.

- Fluminense 1 x 1 Corinthians: O atacante Romarinho chutou o rosto de Leandro Euzébio dentro da área, mas o árbitro não assinalou o pênalti, sequer falta livre indireta.

Veja um vídeo feito pela torcida que exemplifica cada lance:

Sobre Rodrigo Barros

Rodrigo Barros
Profissional de Marketing Digital, SEO e Mídias Sociais, gosta de poesia, música e filmes, é pai da Heloísa e claro, torcedor do Fluminense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


9 + 3 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top