Últimas
Você está aqui: Capa | Notícias | Xerém | Fluminense lidera movimento para tirar Seleção Sub-17 do CT do São Paulo

Fluminense lidera movimento para tirar Seleção Sub-17 do CT do São Paulo

fernando-simone

A seleção Brasileira Sub-17 fará um período de treinos no Centro de Treinamento do São Paulo, em Cotia, região Metropolitana de São Paulo, do dia 27 de setembro, ao dia 7 de outubro.

Com a Granja Comary em reforma desde o começo do ano, a CBF vem recorrendo à estrutura de Cotia, apontada como a mais moderna do País. Foi assim também na preparação para o Sul-Americano Sub-17. Os dirigentes reclamam de que a alternativa facilitaria o acesso são-paulino aos garotos.

- Na sub-17 tem três jogadores meus. Estou tranquilo? Não. O (Alexandre) Gallo é um cara super sério, mas a questão é o São Paulo. A CBF que deveria nos proteger, pega a seleção e bota dentro do muro deles. – Esbravejou Fernando Simone em entrevista a ESPN.

Recentemente, o goleiro Lucão, com grande atuação na campanha da Ponte Preta na Copa Brasil Sub-17, sumiu de Moisés Lucarelli e, mesmo com um contrato acertado, se apresentou diretamente na base do São Paulo. O goleiro integra o grupo que estará se preparando para o Mundial no Emirados Árabes Unidos, em Cotia e Gallo se comprometeu a desconvocar o atleta caso a acusação seja comprovada.

- Existe um desconforto do Fluminense com seus jogadores treinando no CT de Cotia. Estamos pensando em mandar um ofício para que a CBF proteja mais os clubes, assinado pelo diretor executivo e pelo presidente. – Revelou Fernando Simone.

Além do Fluminense, outros clubes também reclamam de assédio por parte do São Paulo, como a Portuguesa e o Vitória.

- A CBF está levando a galinha para a raposa roubar. – Criticou o coordenador das divisões de base do Vitória, João Paulo Sampaio.

O Bahia acusa o São Paulo de aliciar o zagueiro da sub-15, Rodrigo, que viajou para disputar um torneio no México e não retornou mais ao Fazendão. O Cruzeiro é mais um a reclamar da postura São Paulina.

- Como é que vai fazer a preparação numa equipe que não faz parte do acordo de cavalheiros que todas as outras assinaram? É claro que facilita (o aliciamento). Se dentro da Toca (da Raposa), já são aliciados… Eu falo sinceramente: se o Cruzeiro tiver atleta convocado para pré-temporada no São Paulo, não autorizo. É claro que, se o presidente deixar, é a opinião dele. Mas é um risco. – Afirma o superintendente das divisões de base do Cruzeiro, Bruno Vicintin.

No Atlético-MG, as reclamações não são diferentes. E o dirigente da base acusa o São Paulo de atuar de forma covarde.

- O São Paulo é covarde. Pega jogador que se destaca e paga R$ 5 mil. O Atlético-MG paga R$ 1 mil por filosofia, porque acreditamos que o dinheiro atrapalha a formação. Como eu vou competir se eles não investiram nada dos 11 aos 16 anos? – Pergunta o gerente de base do Galo, André Figueiredo.

Sobre Rodrigo Barros

Rodrigo Barros
Profissional de Marketing Digital, SEO e Mídias Sociais, gosta de poesia, música e filmes, é pai da Heloísa e claro, torcedor do Fluminense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


5 + 8 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top