Últimas
Você está aqui: Capa | Notícias | Futebol | Com exame de sangue e “GPS”, comissão técnica tenta evitar baixas no Flu

Com exame de sangue e “GPS”, comissão técnica tenta evitar baixas no Flu

Com exame de sangue e 'GPS, comissão técnica tenta evitar baixas no Flu

Neste início de temporada, como fez no anterior, o Fluminense segue poupando os titulares para as partidas. O motivo todos já sabem, mas a escolha disso estar acontecendo não é apenas o técnico Abel Braga. Para ter reforço máximo na Taça Libertadores, toda equipe do Flu, como preparadores físicos e fisiologistas vem ajudando ao tricolor a escalar seus jogadores para não ter um desgaste maior durante o ano.

Durante a pré-temporada e os treinos diários, os atletas usam uma espécie de GPS preso ao peito que mede distâncias percorridas e frequência cardíaca. Segundo o preparador físico Cristiano Nunes, os registros auxiliam na hora de poupar jogadores de uma partida ou atividade.

- Nós procuramos monitorar os atletas durante os treinos na frequência cardíaca  fazendo um levantamento do nível de desgaste naquela determinada atividade. Existe um controle químico também. são enzimas coletadas para identificar o nível de estresse. E o próprio feedback do jogador, na medida que ele apresenta um cansaço mais forte e uma recuperação mais lenta, informamos ao Abel sobre o risco de utilizar o atleta. – explicou Cristiano, que teve o apoio do comandante Abel:

- Temos entrado em campo mais pelo seguro. Porque foi muito tempo com o Nem fora. Feliz porque não sentiu nada. Muito tempo sem o Wágner, Deco. Isso custa um pouquinho. Fizemos um planejamento junto com a fisiologia e o preparador físico. Nesse início de temporada, eles têm as palavras principais para vetar ou não jogador. –  declarou o treinador.

Ao contrário do intenso trabalho aeróbico de um jogo, os jogadores que não vem participando das partidas, realizam exercícios, normalmente na academia, com uma longa duração e intensidade mais controladas.

- Você não tira o atleta de um jogo para colocá-lo em descanso. A ideia é realizar algumas atividades de acordo com a necessidade que ele apresenta. Se estiver sendo poupado por um desnível muscular ou desgaste, fará uma atividade para fortalecer essa região. Você faz levantamento para detectar, mas não que ele vá ficar em casa, ele vai trabalhar. – completou Cristiano Nunes.

 Três jogadores considerados titulares absolutos ainda não estrearam oficialmente em 2013: o zagueiro Gum e o meia Deco, lesionados, e o atacante Fred, que está tratando um desnível muscular nas pernas e deve entrar em campo no sábado, contra o Quissamã.

Sobre Amanda Freitas

Amanda Freitas
Sou filha, amiga, mulher, tricolor, jornalista e sambista. O meu mundo se resume em duas palavra: Deus e Fluminense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


6 + 4 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top